Maiores causas de downtime estão relacionadas à falta de manutenção

Na Indústria 4.0, tecnólogo em Manutenção Industrial atua para a integridade de equipamentos e sistemas

Você sabe o que é downtime?

O termo, também conhecido como tempo de inatividade, refere-se ao período em que uma máquina ou software fica fora de operação. Há dois tipos de inatividade: a planejada e a não-planejada. É nesta segunda que acontecem as perdas de produção.

As maiores causas do downtime são falta de monitoramento adequado dos processos e equipamentos, ausência de planejamento de manutenção preventiva, falta de registro histórico e treinamentos ineficientes ou a falta deles. A partir disso, é possível compreender a importância do profissional de Manutenção Industrial.

A atividade é responsável pela integridade de equipamentos e processos de uma fábrica. O objetivo principal é minimizar falhas e riscos, principalmente aqueles que possam parar a produção da empresa.

O profissional dessa área atua no gerenciamento da manutenção de sistemas elétricos, mecânicos, hidráulicos, eletrônicos, pneumáticos e de sistemas térmicos e de automação, assim como o desenvolvimento de projetos de máquinas e equipamentos industriais.

O campo de atuação para quem se forma em Manutenção Industrial é amplo, incluindo instituições de pesquisa e desenvolvimento, indústrias de transformação, gráficas, metalmecânica, transporte, minas e energia, agroindústrias e instituições de ensino. A média salarial é de R$ 4500, de acordo com dados do Guia de Profissões Catho.

Por isso, o Curso Superior de Tecnologia em Manutenção Industrial das Faculdades da Indústria do Sistema Fiep forma profissionais altamente capacitados e com sólida formação para realizar a gestão da implementação de projetos e processos. O sistema de ensino da instituição é focado na formação de profissionais para o mercado da Indústria 4.0, com fábricas cada vez mais tecnológicas e que estão mudando a forma de produção e os modelos de negócios no Brasil e no mundo.

Se você tem interesse nessa área, aproveite para fazer sua inscrição na prova online do Vestibular de Inverno 2022 até o dia 26 de agosto. São 1.101 vagas para 24 cursos de graduação, sendo 12 Engenharias, uma licenciatura e 11 cursos Superiores de Tecnologia.

Após a efetivação da inscrição no curso desejado, a prova é disponibilizada e pode ser realizada por meio de qualquer dispositivo com acesso à internet, como smartphone, computador ou notebook.

De acordo com as normas e regras determinadas no Edital, haverá a correção por parte da Faculdade, que entrará em contato com o vestibulando para informar o resultado da prova e orientará os passos para a matrícula em caso de aprovação.

A inscrição é gratuita e você pode conferir todas as informações neste link.